E-commerce para materiais de construção: passo a passo para iniciar suas vendas online

e-commerce para materiais de construção

Não é de surpreender que o e-commerce ganhe tantos adeptos a cada ano. A  pesquisa de 2017 que veio divulgada pelo E-bit traz boas perspectivas para quem investe no setor: as lojas virtuais tiveram um aumento de 7,5%, tomando o ano anterior como referência, e atingiram um faturamento positivo de 47 bilhões de reais.

A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) sustentou as boas previsões, mostrando estatística do mesmo ano: o e-commerce angariou 59,9 bilhões de reais — uma expoência de 12%. O tíquete médio do consumidor surpreende, chegando aos 294 reais por cliente.

Com a expansão das plataformas de comunicação, as lojas virtuais ganham mais espaço. A opção de negócio é mais barata para quem empreende e permite certas facilidades, como o trabalho de home office. Por consequência, o cliente tem mais praticidade na hora de fechar a compra e encontra ofertas melhores.

Hoje, compras feitas por aparelhos celulares representam boa parte do lucro dos varejistas. A praticidade é uma grande aliada desse tipo de lojas, e é sua maior vantagem, já que bastam poucos cliques para conseguir o produto desejado ao menor preço.

No Brasil, a ideia tem ganhado peso e já caiu no gosto de compradores e empreendedores. A facilidade de receber as compras em casa e de estudar os preços praticados pelos varejos online desperta olhares interessados. Com essa popularidade do setor, é claro que apostar no e-commerce vale a pena. Mas como montar um e-commerce para materiais de construção?

O que é um e-commerce para materiais de construção

O e-commerce é um segmento aberto a todo tipo de empresas. O empreendedor que dirige uma loja de construção civil pode ficar desconfiado, imaginando se a opção cabe ao seu negócio, e podemos afirmar que sim!

No entanto, se seu objetivo é vender seus produtos pela internet, é preciso estar preparado: é preciso mostrar para os clientes mais tradicionais que consumir esse tipo de produtos pela rede é uma vantagem.

Nosso post ensina a elaborar um plano de negócios adequado, a fim de definir seus planos de ação e atrair seu público. Começaremos compreendendo a definição de e-commerce e como os materiais de construção podem ser vendidos por uma plataforma da categoria.

Como funciona um e-commerce

Cada vez mais, a internet se torna uma ferramenta que influencia diretamente na jornada de compra de seus consumidores. A rede consegue empoderar o cliente ao facilitar suas buscas por melhores preços, o descobrimento de novas lojas, a facilidade nas negociações e a troca de opiniões com outros consumidores.

Esse cenário populariza o e-commerce, que também é chamado, em terras tupiniquins, de “comércio eletrônico”. A alcunha traduz bem o objetivo do setor: comercializar produtos e serviços pela web. Como vantagem, a empresa consegue uma maior abrangência de público e reduz seus custos, enquanto o cliente ganha mais opções.

Além dessas vantagens, a rede também é receptiva aos mais variados modelos de negócios, então não é preciso ter medo de levar sua loja de construção para a web! Contudo, se por um lado isso significa uma oferta vasta para o internauta e menores custos para a empresa, por outro ocasiona forte concorrência para a sua marca.

Se ficou mais fácil para o cliente acessar, pesquisar informações e consumir, a internet também facilitou para que todos tenham a oportunidade de empreender nesse ramo. A competitividade é grande e é preciso surpreender o cliente, demonstrando seus diferenciais competitivos.

Vantagens em vender materiais de construção online

O empreendedor pode resistir a vender seus materiais de construção pela rede, visto que o modelo mais tradicional é um depósito com prateleiras de produtos. Apostar na rede, no entanto, não precisa significar o completo rompimento com esse molde de loja de construção já difundido.

O empreendedor não precisa abrir mão de sua loja física se quiser manter um e-commerce para materiais de construção. É possível gerenciar simultaneamente os dois formatos de loja, como fazem tantas marcas em outros segmentos de mercado.

Quem aposta na rede vê, como primeira vantagem, a expansão de seu alcance de público. A rede permite que seu negócio atinja clientes que, não fosse pela internet, não descobririam seu negócio. Mas os pontos positivos do negócio não param aí!

Por que vender online

Trabalhar com um segmento específico de mercado é um assunto que importa aos empreendedores, sejam eles focados no varejo físico ou virtual. Mas quais seriam os maiores ganhos do empreendedor que aposta nesse modelo? Quais caminhos o empreendedor pode seguir e como começar seus passos nas vendas online?

Na prática, observando o modo de agir de sua clientela e traçando perfis mais específicos, tarefas que as ferramentas tecnológicas para e-commerce realizam com facilidade, as chances de acertar com um mix de produtos seccionado são as melhores. Fique de olho no que vai ajudar seu e-commerce para material de construção a se tornar um sucesso!

Ciência do que o e-commerce deve oferecer

A escolha de um nicho específico, como vender materiais de construção para a web, faz com que o empreendedor reconheça com facilidade as ferramentas, os produtos e serviços que não podem faltar em sua loja virtual. Conhecer, no mundo dos negócios, é poder.

Por exemplo, você atende especialmente clientes que estão em processo de construção? Então, é importante não se esquecer de oferecer ferramentas e itens de que o cliente necessita, como cimento, pás, colheres de pedreiro e níveis. Investir mais naquilo que atrai seu consumidor é uma necessidade — mas não se esqueça também das demais requisições, como ferramentas específicas ou aparatos para realizar ligações elétricas.

Pense em uma plataforma que facilite a publicação desses produtos de diferentes categorias e que autorize a integração com seu sistema de gestão de estoque. Mas atenção: encontrar a melhor plataforma depende de intensas pesquisas, ouvindo outros prestadores de serviço do segmento e se dedicar a estudar o nicho de mercado em que se está inserido.

Domínio sobre o gosto de seu público

Um ponto positivo contado para quem gerencia um e-commerce de nicho! É bem mais fácil falar especificamente com seu cliente se você domina quais os gostos, desejos e dores que esse consumidor tem.

Não duvide do poder das personas: construa suas estratégias de marketing de relacionamento focadas em seu cliente ideal, criando, assim, mais chances de conquistá-lo. Esqueça o grande público, encontre os canais onde o consumidor que te interessa está. O marketing digital dá abertura para que o empreendedor investigue exatamente com quem está se comunicando.

Largo alcance de público

O que podemos observar no mercado atual é que o e-commerce no nicho de construção vem apresentando um crescimento significativo. Boa notícia para os micro e pequenos empreendedores, que podem esperar novas oportunidades de chegar a públicos que, sem a rede, poderiam ser de difícil alcance.

Pela web, seu público está a um clique de distância, pronto para se tornar um interessado na marca e, futuramente, um promotor do seu negócio.

Principais desafios em vender no e-commerce para materiais de construção

Empreendedores de diversos nichos, atraídos pelas oportunidades prometidas para o universo virtual, almejam gerir um e-commerce de alto nível. Mas por mais que realmente o negócio valha a pena e mereça atenção, é preciso que o empreendedor esteja ciente dos desafios que estão pela frente.

Por um lado, a loja online fica disponível 24h, conveniente para gerar mais vendas e possibilitando que as transações aconteçam a qualquer hora, independentemente da localidade do cliente. No avesso, porém, o avanço tecnológico exige uma forte adaptação das marcas. O estoque deve comportar os pedidos dos consumidores e a logística deve dar conta das vendas ininterruptas.

Que tal a entender melhor essa e tantas outras exigências do mercado, aprendendo como superá-las? Trazemos as melhores dicas.

Estabelecer um bom relacionamento

A internet residencial, difundida há duas décadas, mudou todo o comportamento do marketing empresarial, alterando a forma como o produto é oferecido ao consumidor. O cliente não detém só autonomia sobre o fechamento do negócio, mas também na partilha de sua opinião com outros possíveis compradores — sejam elas boas ou ruins.

Perante essa nova realidade, pensando em evitar a propagação de uma imagem negativa do negócio, é que surge um dos principais desafios do empresário virtual: oferecer uma resposta rápida diante das solicitações do consumidor. Para isso, é preciso providenciar uma maior agilidade na resolução de quaisquer problemas durante a transação.

Mais conectados e criteriosos, os novos compradores se tornaram críticos quanto ao tratamento oferecido pela empresa. Nesse cenário, o preço deixa de ser o grande fator decisivo, cedendo espaço ao relacionamento com o público. Esse é o primeiro dos desafios que um e-commerce para materiais de construção deve enfrentar.

Por sanar esse anseio, oferecer um serviço de atendimento ao cliente que vise a fidelização do cliente é essencial para o sucesso de todas as ações seguintes. Sem um atendimento primoroso, todas as estratégias posteriores da empresa podem ser invalidadas. É fundamental considerar tudo o que engloba a necessidade do freguês para entregar a experiência de compras campeã.

Conquistar confiança dos compradores

Outra prática que viabiliza um bom relacionamento com a clientela consiste é nutrir seus leads (potenciais clientes) com conteúdo de qualidade, a fim de educá-los, ganhar sua confiança e tornar uma loja de construção a maior autoridade no mercado. Se não há confiança, as vendas não são concluídas pelo comprador; portanto, não tema apostar nessa estratégia.

Visibilidade dos dados

Um caminho simples para criar um site autêntico é incluir no design do site os dados essenciais sobre a marca, como seu CNPJ, número da central de atendimento e endereço da central.  Se possível, liste nomes e fotos dos colaboradores que fazem parte da empresa, a fim de angariar maior credibilidade.

Reunir cases

Cases de sucesso tem muito valor para estimular os leads que estão ainda conhecendo sua empresa a fechar negócio. Então que tal criar um fórum ou disponibilizar uma caixa de comentários? Assim, cada cliente pode contar sua experiência com a empresa. O acesso à experiência alheia por meio da internet influencia 70% dos compradores. Foque em relatos genuínos!

Priorizar a transação logística

De nada adianta fazer investimento em um bom relacionamento com os compradores e ganhar a confiança se o processo falha na etapa que se precede, ou seja, na entrega. Esse ponto é decisivo.

O desafio está principalmente evitar que acontece uma quebra de expectativa do consumidor. Se o produto chega com atraso ou avarias, é provável que ele nunca volte a fazer negócio com sua marca. É essencial, por isso, entender o papel da logística na fidelização do consumidor, melhorando o prazo da entrega com a ajuda de softwares, trabalhando a gestão de pedidos, a separação e o trajeto da mercadoria até a entrega.

Acompanhar de perto todas as fases ajuda a se prevenir contra os gargalos, melhorando a experiência do consumidor durante o processo.

Adotar um software

Além de interferir diretamente na redução de custos, os programas virtuais também conseguem ajudar na efetiva promoção da satisfação do cliente.

Um dos principais benefícios do sistema integrado é a uniformização das ações de todos os departamentos do e-commerce, sincronizando informações de todas as etapas em uma só interface. A gestão e o controle são otimizados a curto prazo.

O investimento é extremamente relevante para atender às expectativas do consumidor, que entra em um estado de ansiedade quando dá o clique para comprar e tem que aguardar a chegada do produto. É possível até mesmo surpreender o cliente com uma antecipação na entrega da mercadoria.

Tornar o site acessível a dispositivos móveis

Graças ao grande avanço tecnológico que tomou conta do mercado nos últimos anos, o uso de smartphones e tablets ganhou sua fatia. Muitos compradores usam esses dispositivos para consumir online. Seu e-commerce para material de construção não pode ficar de fora da tendência.

Portanto, adaptar seu website aos dispositivos móveis garante uma experiência de usuário satisfatória e gera maior volume de vendas. Tenha sempre em mente que, hoje, a maioria dos internautas pesquisa e compra pelo celular, além de comparar preços e interagir com a opinião de outros usuários. Não perca a chance de investir nessa estratégia.

Garantir o acesso

Um site adaptado aos dispositivos móveis deve garantir rapidez no carregamento, apostando em interface intuitiva. Para isso, a URL, o design e os textos do domínio devem ser pensados especialmente para as telas de celulares. O design responsivo é o grande segredo.

Dominar as estratégias de SEO

Investir em um e-commerce é realmente uma boa aposta, com grandes chances de sucesso. Mas, para garantir boas vendas, é importante estar nos primeiros lugares nos resultados de pesquisa dos buscadores.

A maioria das lojas virtuais não chega ao topo no Google. Isso costuma ocorrer porque os desenvolvedores apenas listam seus produtos, serviços e preços de forma resumida. Para se destacar, é preciso aplicar técnicas de SEO a seu favor, incluindo Keywords, boas fotos ilustrativas e URLs.

Caprichar nas descrições

Um ranqueamento promissor começa com a publicação de informações detalhadas sobre cada produto nas descrições. Explicações exclusivas normalmente ajudam a ranquear a empresa nas altas colocações dos mecanismos de busca.

Gerenciar os comentários

Além de atrair a confiança do cliente, os comentários de usuários também são importantes nas redes sociais da sua loja de construção. Busque estimular seus seguidores a comentar nos posts e páginas da marca, fazendo com que o Google entenda que seu site é uma autoridade em seu nicho de atuação.

Traçar planos de divulgação

Quem vende pela internet e quer aumentar a notoriedade da marca precisa apostar nas mídias sociais para melhorar sua reputação. Lembre-se: nada de empurrar produtos aos seguidores ou não cumprir a periodicidade que o site exige. Alimente seu público sempre com novos conteúdos.

Produzir conteúdo

Para divulgar suas campanhas nas redes sociais, as postagens devem ser atualizadas frequentemente e seu conteúdo deve ajudar o público a solucionar e resolver dilemas, oferecendo ajuda e educando o cliente.

Ganhando o afeto dos internautas e estimulando o compartilhamento, sua marca consegue divulgação gratuita (ou a baixo custo, caso você invista em mídia paga), a marca automaticamente aumenta o engajamento e pode angariar novos visitantes para seu site de vendas.

Como iniciar as vendas online

Ganhar espaço na rede é o desafio de quem gerencia um e-commerce para material de construção, e a disputa por mercado é acirrada. Apesar da competição, é possível fazer uma grande prospecção de clientes a baixo custo.

Mas por onde iniciar? Para quem não está familiarizado com a programação de websites, pode parecer um desafio começar a empreender na web. Mas saiba que a tarefa não precisa ser nenhum bicho de sete cabeças.

O empreendedor pode optar por um marketplace, como Americanas ou MercadoLivre, no qual seus produtos estarão expostos juntos de muitos outros. É fácil entrar nesse tipo de sites, demandando apenas um cadastro.

No entanto, quem quer ter o próprio domínio ganha em autoridade. Para montar um site original, conte com nossas dicas!

Registre seu domínio

Um domínio é a identidade do e-commerce e, por isso, deve ser escolhido com cuidado. A dica é usar o nome empresa seguido de uma terminação: .com ou .com.br. Outros sufixos estão à disposição, como .org, .net ou .info, mas a tendência geral é incorporar um dos dois primeiros, que são mais facilmente lembrados.

Nessa etapa do projeto de loja virtual, o mais vantajoso é comprar o domínio em vez de escolher versões gratuitas. Quando se opta por um plano gratuito, o desenvolvedor normalmente mantém o nome da plataforma, transferindo a autoridade do seu website para o comerciante do domínio. Péssima impressão para o cliente.

Contrate um serviço de hospedagem

O serviço de armazenamento que disponibiliza seu site para os internautas se chama hospedagem. As empresas que prestam o serviço têm planos simples e baratos, mas também opções mais caras e personalizadas.

É possível registrar e hospedar o site por diversos provedores, mas contratando ambos os serviços da mesma empresa e mais fácil negociar descontos. Conheça os planos disponíveis:

Hospedagem compartilhada

Nesse modelo de hospedagem, o mesmo servidor hospeda centenas de websites. Cada página dentro do servidor terá sua cota de espaço em disco, memória etc.

O desempenho do site é inferior quando comparado a uma hospedagem exclusiva. O custo, no entanto, é bem menor.

Hospedagem dedicada

Se, na hospedagem compartilhada, diversos sites estão alocados no mesmo setor, nessa segunda categoria a empresa de um servidor exclusivo para sua página.

Uma hospedagem dedicada custa mais caro, porém garante segurança e estabilidade para websites com muitos acessos.

VPS

Os Virtual Private Server representam a terceira opção para quem quer hospedar a página da empresa. No Servidor Privado, os sites também partilham o provedor, mas há um isolamento.

Escolha o CMS e o template

Para otimizar a produtividade, o projeto do e-commerce para materiais de construção deve contar com um CMS, sigla que se refere ao Content Management System. O sistema serve para gerenciar o site de forma prática, permitindo corrigir o conteúdo, inserir publicações e alterar a aparência do website sem a intervenção constante de um programador.

Ao chegar na fase da escolha de templates, o ideal é optar por um modelo responsivo, que tenha boa adaptabilidade aos diversos navegadores de internet. Um site responsivo é capaz de se adequar à navegação em dispositivos móveis, o que, como já citado, otimiza a navegação e o ranqueamento no Google.

Como você pôde perceber, é fundamental compreender a importância e os desafios do e-commerce, já que essa tendência veio para ficar. Além disso, o cliente está mais criterioso e exigente a cada dia, e oferecer o melhor serviço se torna uma demanda para as empresas.

O mercado extrai o melhor dos empreendedores que estão dispostos a se arriscar. Com a alta competitividade na web, é preciso que as marcas impulsionem seus esforços para potencializar os resultados. Quem quer ganhar destaque deve apostar nas ferramentas de marketing digital, contar com planos de ação eficiente, planejar-se financeiramente e, principalmente, conhecer a demanda de seu consumidor.

A boa notícia é que o mercado é receptivo aos negócios que querem adentrar a rede, independentemente de seu ramo de atuação. Um e-commerce para materiais de construção tem grandes chances de se destacar e ganhar espaço na web!

Acha que acabou o aprendizado? Agora que você sabe sobre a tendência das lojas virtuais, é hora de conhecer outros canais de venda e como aproveitá-los!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *