Compras empresariais: como fazer uma boa gestão e não errar?

A escolha de bons fornecedores é um dos pontos essenciais para garantir o sucesso do seu negócio. Isso porque a qualidade dos produtos e insumos, aliada à satisfação da clientela, poderá garantir a sustentabilidade e a longevidade da empresa.

Claro que a gestão de fornecedores também coopera para a lucratividade. Um bom parceiro é aquele que assegura produtos de alta qualidade, preços justos e cumprimento dos prazos. Assim, o comerciante tem uma boa margem de segurança.

O problema é que as compras empresariais estão sujeitas a falhas, como todos os outros processos na organização. Errar na escolha dos fornecedores pode ser complicado, prejudicando sua reação com o consumidor e até mesmo a saúde financeira da sua loja de construção civil.

Para ajudar na sua gestão de compras, este post traz um guia definitivo para fechar as melhores parcerias e fugir dos gargalos. Acompanhe!

Por que gerir as parcerias com fornecedores?

Já reparou que toda organização está interligada a várias outras? Para que o cliente seja atendido de forma eficiente e para que sejam sanados todos os seus anseios, uma marca não pode agir sozinha. As parcerias são importantes em todos os ramos de atuação.

Na cadeia de suprimentos, referida no inglês como supply chain, estão inseridas todas as partes que permitem o funcionamento ideal da companhia. Ou seja: fabricantes de insumos, transportadoras, comerciantes, armazéns, colaboradores da sua empresa, compradores e, claro, os fornecedores.

Apesar de cada integrante da cadeia de suprimentos trabalhar em seu propósito de mercado, um é depende do outro de alguma forma. O cliente precisa da marca da sua loja de construção para encontrar os produtos de que necessita. Sua organização é necessária para os distribuidores. Os fornecedores também não são menos importantes na transação.

Se o gestor não realiza compras empresariais de qualidade, está sujeito a falhas operacionais que podem resultar na insatisfação e perda de clientes.

Quem não se preocupa em escolher bem seus fornecedores corre o risco de sofrer com atrasos nas entregas, avarias nas encomendas e até ficar com algum produto em falta no estoque, comprometendo as vendas ao consumidor final.

Como não errar nas compras empresariais?

Gerir as compras do seu varejo permite elevar o sucesso da sua marca. Acompanhe nossas dicas para fugir das falhas nesse processo.

Determine as necessidades da sua loja

Esse pode parecer um passo insignificante e o gestor pode pensar que já domina as necessidades de sua empresa, mas a gente esclarece: antes de procurar um parceiro comercial, a empresa precisa determinar qual tipo de negociação será feito com ele.

É preciso pensar se os produtos serão comprados por demanda, em pouco volume, ou se a marca comprará grandes quantidades.

Os produtos serão revendidos sem nenhuma adaptação? As mercadorias serão repassadas ao consumidor com sua própria embalagem ou com sua marca?

Para determinar essas questões, é necessário que o gestor encare sua própria infraestrutura, sua capacidade de investimento financeiro e as necessidades do mercado em que está inserido.

Há espaço suficiente para manter um grande estoque? Qual a quantidade ideal de compras? Todas as conclusões devem ser postas na ponta do lápis antes de começar sua relação com os fornecedores.

Estude sua situação financeira

Vale frisar esse ponto. As condições financeiras são um fator determinante para estabelecer o tipo de compras empresariais que serão realizadas na sua loja de construção civil.

Comece estudando o quanto sua companhia possui em caixa. Passe, então, para um estudo de mercado, pensando no trabalho das concorrentes. Eles vendem a pronta-entrega? Ou prezam pelos pedidos sob demanda? Qual a média de vendas desses estabelecimentos concorrentes?

Se as demais empresas do segmento estão apostando em vendas sob demanda, adotar a pronta-entrega para todos os produtos do catálogo pode ser uma boa alternativa para se sobressair.

As ações que demarcarão o diferencial competitivo da sua loja devem ser traçadas depois de uma avaliação de suas condições financeiras. Chega a hora de partir para a busca de fornecedores que estejam alinhados com seus princípios estratégicos.

Liste as opções

Pesquisar e organizar os dados obtidos é o princípio de uma boa gestão, independentemente do departamento a ser dirigido.

Busque pelos fornecedores que estão na sua cidade e em seu estado, para começar. Mas vale também estender as buscas para todo o Brasil — e até para o exterior, a depender dos produtos que sua marca precisa adquirir e das condições de negociação dos distribuidores estrangeiros.

Aplicando a internet, o trabalho é dinamizado. Fica mais fácil descobrir possíveis fornecedores, pesquisar seu histórico a partir da avaliação de outros clientes e ainda descobrir seu contato.

Preze pela qualidade

Fique atento a esse passo essencial! É o que garantirá a confiança do cliente na sua loja.

Após listar e contatar os possíveis fornecedores, solicite amostras de seus produtos. Avalie profundamente os itens apresentados e preze pela qualidade. Preços justos são importantes, mas não é interessante que sua marca trabalhe com fornecedores que não agregam valor para o consumidor.

A qualidade dos produtos é o que salta aos olhos do cliente e garante a longevidade da sua empresa. Para fazer as melhores compras empresariais, preze por esse fator!

Avalie os preços

Agora que estão selecionados os fornecedores com os melhores produtos, é hora de categorizá-los pelo preço para chegar a uma decisão e fechar a parceria.

Além do preço de compra, os cálculos do gestor precisam incluir custos do processo logístico, impostos e, claro, o lucro da loja. Feitas as contas, verifique se o preço final condiz com a realidade do mercado.

Exija cumprimento dos acordos

O produto tem boa qualidade, o preço está dentro das estimativas, mas o fornecedor não consegue realizar as entregas nos prazos definidos? Então provavelmente esse não é o parceiro ideal.

Na hora de acordar as compras empresariais com um parceiro, é preciso definir se a fornecedora será capaz de atender às demandas da sua loja. Quando se fecha um bom contrato,  benefícios estão incluídos no acordo, como entregas em dia, condições facilitadas de pagamento, políticas justas para trocas de mercadorias e garantias.

Para ajudar na escolha, pesquise se as obrigações do fornecedor estão em dia. Consulte o CNPJ, seus alvarás e as liberações necessárias para o exercício da função da empresa. Solicite as licenças e as avaliações de qualidade dos possíveis parceiros.

Adote um bom software

A tecnologia mais uma vez trabalha a favor das empresas! Quando adota uma ferramenta para gerir as compras empresariais, a companhia potencializa seus resultados.

O software manterá os registros de entradas e saídas, permitindo precisão no direcionamento dos estoques. O gestor evita que um produto falte nos armazéns, prejudicando as vendas e, consequentemente, a fidelização do cliente.

Com o programa, é possível evitar também as compras excessivas e prever a demanda do cliente. O estoque em excesso pode ocasionar perdas, gerando prejuízos financeiros graves.

Gostou das nossas dicas para gerir suas compras empresariais? Aproveite para ficar por dentro dos conteúdos mais relevantes: curta nossa página no Facebook e não perca nenhuma atualização!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *