Como realizar o controle do fluxo de caixa de forma fácil? Confira um passo a passo

controle de fluxo de caixa

Você sabe como fazer o controle de fluxo de caixa da sua empresa? Administrar as tarefas de uma loja de construção civil exige comprometimento, e a organização financeira é uma das etapas gerenciais mais urgentes. Realizar diariamente o controle das vendas e das quitações é o caminho para que sua empresa não passe pelo arriscado “efeito tesoura”, causado pela desorganização do setor financeiro e que pode comprometer seriamente a ação da marca.

Com nosso post, é mais fácil entender o conceito do fluxo de caixa e sua aplicação no varejo de construção, evitando gargalos de gestão e mantendo o equilíbrio financeiro. Acompanhe as dicas que separamos e aprenda o passo a passo para fazer o processo da maneira correta!

O que é controle de fluxo de caixa?

Você faz o fechamento do caixa? A expressão talvez já faça parte do dialeto interno da sua loja. O mesmo processo também pode ser chamado de cash flow ou controle de fluxo de caixa. Esse método de gestão financeira é uma das tarefas diárias que devem ser aplicadas à sua loja de materiais de construção.

O cash flow independe do tamanho da sua companhia ou do nicho de atuação. Ou seja, todo e qualquer negócio em atividade deveria manter o processo de fluxo de caixa como regra.

Por que controlar o fluxo de caixa na sua empresa?

Como ferramenta auxiliar da gestão financeira da empresa, o controle de fluxo de caixa precisa ser feito todos os dias. Caso não haja transações com essa periodicidade, o cash flow deve ser feito pelo menos uma vez por semana.

Conhecer o movimento do dinheiro que circula em sua loja é importante para qualquer administrador, porque ajuda a manter em dia os débitos e créditos da companhia, evitando surpresas desagradáveis no fim do mês. Mas por que valorizar essa estratégia? Qual a sua real importância? Damos alguns motivos para fazer o controle de fluxo de caixa; confira:

Monitoramento das finanças

Realizar o fluxo de caixa garante a segurança financeira. No entanto, o processo é mais do que simplesmente contabilizar o quanto entra e sai do caixa do seu varejo. O objetivo do cash flow não é unicamente calcular o faturamento: com ele, é possível acompanhar detalhadamente as receitas e as despesas, ajudando nas tomadas de decisão que são capazes de impulsionar sua loja de construção.

Tomadas de decisão mais seguras

A administração financeira facilita que o gestor se antecipe, adquirindo os elementos que forem necessários para embasar e colocar em prática suas tomadas de decisão.

Para alguns empreendedores, o planejamento estratégico ainda é vultuoso e falta definir processos. Deixar de avaliar os registros antes de tomar qualquer decisão é um erro fatal que pode impedir o sucesso do varejo.

Planejamento

Qualquer plano de ação ou mudança de estratégia depende de planejamento. Sem dados sólidos sobre a situação financeira, as decisões perdem a precisão.

Como fazer o controle de fluxo de caixa?

O controle de fluxo de caixa serve para gerenciar o ativo circulante, prevendo falta de recursos e gerando a oportunidade de intervir antes que o rombo financeiro represente um risco grave para a empresa.

Realizando diariamente o cash flow e analisando os dados gerados, é possível manter a organização e fugir da escassez crescente de receita, chamada de efeito tesoura. Mas como fazer:

1. Organize os dados

A primeira regra é se organizar. Separe o dinheiro que entra e sai da empresa nessas duas categorias, permitindo distinguir os gastos das receitas.

Distribua em planilhas de saídas as suas despesas com fornecedores, contratação de funcionários, setor publicitário, impostos e todos os outros. Tanto os gastos variáveis quanto os fixos devem entrar na conta.

Categorize também o que entra no caixa. Na hora de registrar as receitas geradas por vendas de produtos, subdivida por cada mercadoria. Assim, você visualiza quais itens estão tendo boas vantagens e quais estão se atravancando nos estoques.

2. Estabeleça uma rotina de lançamentos

Depois de reunir os dados, é hora de lançá-los em planilhas e categorizá-los. Não deixe de realizar este segundo passo ao final de todo expediente, a fim de manter os relatórios atualizados.

Caso os dados estejam desatualizados, todas as tomadas de decisão são comprometidas. Por isso, faça diariamente a inclusão dos novos levantamentos.

3. Calcule seu saldo

Depois de fazer os lançamentos das informações, é hora de calcular o saldo final do dia. Para fazer a conta, some os valores das entradas, subtraia as saídas e junte o montante inicial à soma. O uso software substitui esse processo, evitando erros de cálculo.

4. Faça o estudo dos dados obtidos

Depois de inserir os dados do controle de fluxo de caixa no software, é possível solicitar a geração de gráficos que ilustrem a situação financeira da sua loja. A partir dos esquemas, o gestor localiza precisamente seus lucros e seus prejuízos, facilitando decisões como trocas de fornecedores ou mudanças no volume de compras de insumos.

Após uma promoção, o cash flow ajudar a mostrar se a ação valeu a pena e deve ser realizada mais vezes. Utilize os registros para reverter os pontos negativos e potencializar os positivos.

5. Faça lançamentos verdadeiros

Na hora de preencher os dados, é essencial que o empreendedor tenha compromisso com a veracidade, ou ele pode se perder em perspectivas otimistas. Os dados do controle de fluxo de caixa são essenciais para as tomadas de decisão — e, consequentemente, toda a saúde financeira e vantagem competitiva da loja.Por isso, preze pela verdade nos dados.

É importante também contar com a previsão do cash flow, para se ter uma ideia do que vem pela frente. Ou seja: utilize os dados do presente para planejar ações futuras e pensar o futuro da marca. Mas não superestime os seus lucros e demais números. Na previsão, leve em conta as sazonalidades do negócio e sempre trabalhe com dados sólidos, recolhidos a partir de suas análises diárias.

Viu só como o controle de fluxo de caixa pode impulsionar sua loja de materiais de construção? Essa é apenas uma das estratégias aplicáveis pela gestão do negócio. Aprenda mais sobre como organizar as finanças de uma empresa MEI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *