5 dicas para manter a saúde financeira da sua loja de materiais de construção

saúde financeira da empresa

Alguns empreendedores fundam um negócio exatamente porque têm vocação para manter a saúde financeira da empresa. Outros têm visão empreendedora e enxergam longe, mas não são exatamente os maiores talentos da área de finanças.

Seja como for, o controle financeiro é essencial para todo tipo de gestor. Para a sua loja de materiais de construção, ele pode representar uma verdadeira revolução na forma como você administra as contas.

Neste artigo, vamos tratar desse assunto e oferecer 5 dicas muito práticas e fáceis de implementar. Com elas, vai ser possível analisar e manter o rigor nas contas da sua loja, enxergando mais longe e crescendo. Acompanhe!

Por que e como medir a saúde financeira

Principalmente para empreendedores com negócios menores, é fácil simplificar excessivamente as finanças. Muitos acreditam que basta um controle das contas a pagar e a receber — a tradicional planilha de fluxo de caixa — para ter tudo sob controle.

A verdade é que, embora esse seja um bom começo, tocar as contas assim vai deixá-lo sem uma visão do negócio como um todo.

A saúde financeira se manifesta segundo diversos sinais, como sazonalidade, andamento do fluxo de caixa, capital de giro, cálculo de prestações a pagar e a receber e muito mais.

Procedimentos para medi-la corretamente

A forma como você mede a saúde financeira da empresa é fundamental para um bom diagnóstico financeiro. Como dissemos no início deste artigo, métodos muito simplistas de metrificar podem ser uma cilada.

Por outro lado, utilizar sistemas muito complexos pode deixá-lo confuso e minar sua capacidade de agir em situações que demandam uma intervenção rápida. Veja abaixo como medir corretamente a saúde financeira da sua loja.

Faça o controle das vendas

Você provavelmente já cumpre essa etapa. É claro que controlar as vendas é muito importante, no entanto, não basta vender bastante para estar saudável financeiramente.

A quantidade que você vende deve estar relacionada a quanto você gasta, claro, mas também à margem de lucro dos seus produtos. Essas informações, quando relacionadas, ajudam na escalabilidade da loja.

Observe a margem de lucro

Produtos com baixa lucratividade precisam ser vendidos em grande quantidade — e nem sempre algo tem boa saída só porque é barato. Certos itens podem ser bem específicos e, além de tudo, ocupar muito espaço no seu estoque.

Se um produto sai pouco, é volumoso e tem pouca margem de lucro, você deve analisar se vale a pena comercializá-lo.

Em outras palavras, controle de vendas, margem de lucro e controle de estoque devem ser examinados juntos para que o seu negócio tenha saúde financeira.

Realize a conferência de caixa

Erros acontecem. No caixa da sua loja de materiais de construção, esses erros tendem a ser ainda mais comuns. Uma maneira de vê-los aumentar é atribuir diversas funções à pessoa que opera o caixa.

A dispersão vai induzir esse funcionário ao erro muito facilmente. Logo, recomendamos que você o deixe responsável apenas por essa função.

No fim do dia, realize com ele a conferência do caixa, enquanto anota entradas e saídas e corrige eventuais deslizes.

5 dicas para manter a saúde financeira da empresa

Agora, vamos à parte prática deste artigo. Repare que nenhuma das dicas abaixo é extremamente difícil de implementar, mas todas — juntas ou separadas, conforme as suas possibilidades no momento — podem fazer uma enorme diferença nas suas finanças.

1. Crie metas e tente superá-las

O primeiro passo é fugir da subjetividade. Se alguém lhe perguntasse agora se quer crescer, você responderia prontamente que sim. Mas o que talvez não esteja na ponta da língua é o quanto você quer crescer.

Sua resposta deve ser algo como “quero vender 50% a mais em um ano” ou “quero diminuir meus custos em 20% até o fim do semestre”.

É assim que se traça metas financeiras: com números e um prazo que vão mostrar claramente, ao final do processo, se elas foram atingidas ou não.

2. Tenha um capital de giro adequado

Segundo o próprio Sebrae, o capital de giro é o montante necessário para “financiar a continuidade das operações da empresa”.

Em outras palavras, sabe aquele dinheiro para emergências como pequenas reformas, um mês de poucos lucros ou antecipação de pagamento a um fornecedor? Pois bem, é ele.

O recomendável é que o capital de giro seja equivalente a 6 meses de despesas fixas e estoque da empresa. Se você ainda não tiver esse montante, não importa. Mantenha a reserva que puder para contornar imprevistos.

3. Não descarte conseguir investimento

Muitas vezes, uma situação financeira ruim pode ser revertida conseguindo investimentos — por meio de empréstimos, por exemplo. Mas essa não é a única finalidade desse tipo de aporte financeiro.

Mesmo que você não esteja no vermelho, pode recorrer a um empréstimo para aumentar a lucratividade do seu negócio, deixando sua situação financeira ainda mais confortável. Para tal, deve decidir de antemão qual vai ser o payback do investimento.

O payback é o tempo necessário para que o lucro extra advindo do investimento pague o próprio valor investido. Ou seja, quanto menor for esse tempo, melhor o investimento.

4. Esteja atento a futuros cenários

A maior vantagem de manter um rigoroso controle financeiro é poder prever cenários de médio e longo prazos.

Atento aos altos e baixos nas vendas, acompanhando a sazonalidade e enxergando tudo com antecipação, é possível alcançar uma maior economia e aumentar as chances de a sua loja de materiais de construção crescer.

5. Entenda que nem todo mês é igual

Por sinal, a sazonalidade é outro fator importantíssimo para a saúde financeira de um negócio. Esse termo diz respeito às diferenças de entrada e saída no fluxo de caixa que se repetem com frequência. Assim como acontece com escolas, que não recebem alunos no fim do ano letivo, o seu negócio também tem a sua sazonalidade.

Descubra em quais meses você vende mais e menos e adapte suas finanças — e seu planejamento — a essas oscilações.

Não existe talento ou requisitos para se tornar um bom empreendedor. É necessário, mais que qualquer outra coisa, ter persistência, estudo e capacidade de assumir riscos calculados com base nos conhecimentos adquiridos.

Dessa forma, compreender o suficiente para manter a saúde financeira da sua loja de materiais de construção é, talvez, o mais importante desses conhecimentos.

Não foi à toa que concluímos este artigo falando sobre sazonalidade. Ela tem um papel fundamental na saúde financeira da empresa. Quer saber mais sobre o assunto? Leia este outro artigo do nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *